The Latest

Alguns são mais presentes, outros menos… Parte eu vejo sempre, alguns só as vezes. Talvez, certas amizades façam mais sentido em uma época, do que em outra, mas isso não quer dizer que o sentimento mude. Dizem que a fotografia eterniza momentos e eu, bem clichê, espero eternizar vocês - e muitos outros que espero imprimir em breve. #TBT antecipado #tarja #romance #lance #hashtag #T #saudade
Juil 29, 2014 / 1 note

Alguns são mais presentes, outros menos… Parte eu vejo sempre, alguns só as vezes. Talvez, certas amizades façam mais sentido em uma época, do que em outra, mas isso não quer dizer que o sentimento mude. Dizem que a fotografia eterniza momentos e eu, bem clichê, espero eternizar vocês - e muitos outros que espero imprimir em breve. #TBT antecipado #tarja #romance #lance #hashtag #T #saudade

Male Nude by Albert Edelfelt (circa 1859)
Juil 29, 2014 / 2 notes

Male Nude by Albert Edelfelt (circa 1859)

Juil 29, 2014 / 1 note
Juil 28, 2014
Juil 28, 2014
#LaDolceVita 🎬
Juil 27, 2014

#LaDolceVita 🎬

#Aboutlastnight eu e Marlon
Juil 27, 2014 / 1 note

#Aboutlastnight eu e Marlon

Life is awesome, I confess. What I do, I do best. You got nothing, I got tested… And I’m best, yes.
Juil 27, 2014

Life is awesome, I confess. What I do, I do best. You got nothing, I got tested… And I’m best, yes.

💛 (em Fan Club da Valesca)
Juil 27, 2014

💛 (em Fan Club da Valesca)

Depois do @jamiedornan1, a minha maior paixão platônica é pelo #JoshHartnett, que faz 36 anos hoje. Aff… Aqui em clique de  @mariotestino para a @vman (em Vogue)
Juil 27, 2014

Depois do @jamiedornan1, a minha maior paixão platônica é pelo #JoshHartnett, que faz 36 anos hoje. Aff… Aqui em clique de @mariotestino para a @vman (em Vogue)

🍥🎯💊⏰🔮
Juil 27, 2014

🍥🎯💊⏰🔮

Juil 27, 2014 / 1 note

Pela não obrigatoriedade de ser e se mostrar feliz


Em tempos de Instagram é realmente fácil ter uma vida “incrível”, com amigos, festas, drinques, jantares caros e vistas de tirar o fôlego. Percebi que é fácil “se fazer” feliz. Notei que as pessoas se sentem na obrigação de mostrarem que são felizes, as pessoas têm medo de serem e de se mostrarem tristes.

Mas ser triste é feio? Quando estamos tristes é que aceitamos nossa companhia, é quando escolhemos a pessoa certa para contar o que entristece, que ouvimos nossa música preferida, que aceitamos o silêncio do quarto… Ser triste não é fácil, mas não é tão ruim assim.

Ser triste não é um arco-íris, não tem mil possibilidades. Ser triste é um sentimento muito mais complexo e por isso talvez ninguém goste. A verdade é que não sabemos ser tristes, “aprendemos” a vida toda a sermos felizes, mas não a sermos e nos aceitarmos tristes.

Ninguém fala em voz alta: “EU ESTOU TRISTE”. Parece que dói, mas só parece. Felicidade é gritar, tristeza é silenciar. Eu muitas vezes tento ser feliz, e quando eu tento, eu tento pra valer. E nessa coisa “do vale tudo para ser feliz”, muitas vezes perco a mão. E penso: “Mas para que ser feliz sempre?”.

Ser feliz não é obrigatório e ser triste não é feio. Ninguém é obrigado a ser feliz, até porque nos dia atuais, pode até parecer que felicidade é ter 100 likes numa foto, mas não, não é e nunca vai ser. Ninguém é feliz o tempo todo… por mais que tentem enfiar isso goela a baixo. E ninguém é triste o tempo todo, então não precisa se sentir mal em ser triste, pode parecer estranho - e um discurso barato -, mas ser triste é bom também.

em 💭
Juil 15, 2014

em 💭

Fico quieto. Primeiro que paixão deve ser coisa discreta, calada, centrada. Se você começa a espalhar aos sete ventos, crau, dá errado. Isso porque ao contar a gente tem a tendência a, digamos, “embonitar” a coisa, e portanto distanciar-se dela, apaixonando-se mais pelo supor-se apaixonado do que pelo objeto da paixão propriamente dito. Sei que é complicado, mas contar falsifica, é isso que quero dizer — e pensando mais longe, por isso mesmo literatura é sempre fraude. Quanto mais não-dita, melhor a paixão.
C.F.A.
Juil 9, 2014
Juil 9, 2014

Susan Miller e o retorno da esperança zodiacal

You have so much to celebrate, dear Virgo. The start of 2014 will officially begin in July. Say goodbye to the never-ending series of retrograde planets - all that ends now. From now on you will have a more encouraging, productive environment in which to operate. While it is true that Mercury, your ruler, will go retrograde again on October 4 to 26, those three little weeks will pale in comparison to what we have all gone through in the first six months of 2014.

On July 16, Jupiter, giver of gifts and luck, will move to Leo and your twelfth house, to stay nearly thirteen months, until August 11, 2015. This is the last house until a new cycle will begin when Jupiter moves to Virgo next year in August. The area of your chart that will be lit up by Jupiter from July 16 onward is associated with healing, both emotional and physical, so you will have a great opportunity to dispel any element that has detracted from your health and sense of calm. You can now get great help from medical and psychological professionals, and also overcome any dependency you may have on a substance that’s drained your health.